quarta-feira, 21 de agosto de 2013

TRECHOS PARA FILMES AMOR SEM FRONTEIRA - ABERTURAS CLÁSSICAS

 CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: CASTLE ROCK


  CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: CENTURY FOX


 CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: CINE ARTE

 CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: COLUMBIA

CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: DREAMWORKS


CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: EUROPA FILMES


CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: IMAGENS FILMES


 CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: METRO GOLDWYN MAYER

 CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: PARAMOUNT

CLIQUE AQUI NO LINK PARA BAIXAR: PIXAR

terça-feira, 20 de agosto de 2013

COISAS QUE ACABAM COM O CASAMENTO OU NAMORO




Como se não passar pelos estágios iniciais de um relacionamento já não fosse difícil, nem sempre as coisas ficam mais fáceis quando esses estágios são superados. Há um milhão de outras coisas que podem abalar um relacionamento sólido.
É claro que a maioria desses problemas pode ser resolvida, mas decidir encarar quaisquer problemas de relacionamentos requer pensar bem a respeito do assunto, avaliar, inclusive, se o relacionamento vale todo esforço que isso requer. Às vezes, é melhor cada um seguir o seu caminho.
Ninguém pode nomear todas as coisas que podem arruinar um relacionamento, mas preparamos uma breve lista de algumas coisas que são terríveis.

1. Traição
A traição é uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas terminam seus relacionamentos. Tanto que fizemos uma seção especial aqui no site só sobre esse assunto, onde você pode encontrar artigos sobre as razões que motivam uma traição, os sinais de uma traição e até como não cair nessa tentação. Confira.

2. Amigos e família
Uma parte gigantesca de nossas vidas é feita de amigos e família e, goste ou não, isso funciona para os dois. Logo, não se dar bem com essas pessoas que são parte da vida do outro pode levar a relação para um caminho sem volta. É impossível amar todo mundo que o outro conhece, mas manter uma relação amigável com os mais próximos (como irmãos e melhores amigos) é muito importante.
3. Stress

Freqüentemente, ser um casal cria em torno dos dois uma bolha que faz com que eles se isolem do mundo, criando uma barreira “nós contra vocês”. Quando o mundo vem bater à sua bolha, as coisas podem ficar bem feias. Problemas com dinheiro, crianças de outros relacionamentos, problemas com ex-namorados(as) são assassinos de relacionamentos em potencial. Cuidado para não deixar que coisas pequenas do dia-a-dia (como quebrar um copo) se transformem em um monstro gigantesco.
4. Intrusos insistentes

Um casal é, por definição, formado por duas pessoas. A partir do momento em que há um terceiro elemento sempre presente, a relação começa a dar errado. Se há alguém que dá em cima de você ou de seu(sua) parceiro(a), afaste-se rapidamente (especialmente se esse terceiro elemento for um(a) ex). Deixe claro que você não está interessado e faça-o de forma que seu(sua) parceiro(a) também perceba isso.
5. Hábitos irritantes

Todos sabemos que é impossível apreciar 100% das ações dos outros. Algumas vezes, isso se aplica entre casais também. Hábitos pequenos como deixar a toalha molhada em cima da cama, deixar a pasta de dentes aberta ou sempre se esquecer de apagar as luzes podem se tornar atitudes abomináveis quando se está com raiva. Fale para seu(sua) parceiro(a) quais hábitos você desaprova e procure também mudar aqueles que não agradam a ele(a). É melhor mudar pequenas coisas do que remediar problemas enormes.
6. Rotina

Após algum tempo de relacionamento, os casais ficam mais confortáveis entre si. O problema é quando esse conforto extrapola alguns limites. Quando vocês se tornam mais amigos do que amantes e a mesmice tomam conta de suas vidas, o relacionamento certamente vai por água abaixo. Não deixe a rotina se apossar do relacionamento de vocês (veja algumas sugestões aqui).

7. Objetivos diferentes
Quando há falta de comunicação e outras coisas (tais como a carreira) passam a ser muito mais importantes do que a relação, algo está errado. Se o casal está em busca de objetivos diferentes (como um querer se estabilizar no emprego e construir uma família enquanto o outro pensa em participar do programa de intercâmbio da empresa) é hora de sentar e conversar. Em um relacionamento, o que vale não são olhares que se cruzam, mas olhares que olham na mesma direção.

8. Passado
Pessoas que se alimentam do passado não conseguem seguir adiante. Se um de vocês insiste em relembrar coisas passadas ou comparar algumas coisas com outras antigas, o futuro não é nada promissor. Se o que você tem hoje é diferente do que o que você tinha ontem, tente tirar o melhor proveito disso e aproveite para não cometer os mesmos erros que cometeu uma vez. O passado deve servir de ensinamento, não de alimento para a alma.
9. Acelerar demais as coisas

Relações saudáveis progridem naturalmente. Qualquer ferramenta ou atitude que faça com que ela seja acelerada não fará bem a ninguém. Um dos dois pode se sentir pressionado demais e aí as coisas só tendem a complicar. Tudo tem seu tempo e vai acontecer da maneira que deve acontecer. Respeite isso.

10. Excesso de dependência ou independência
Manter a proporção certa dessas duas coisas é difícil, mas extremamente necessário para que uma relação tenha sucesso. Depender demais de alguém pode sufocar essa pessoa e fazê-la se afastar. Você não pode pôr nos ombros de alguém a responsabilidade por toda a sua felicidade. Além disso, é importante que cada um tenha seu tempo e seu espaço só para si. Por outro lado, independência demais pode fazer com que o outro pense não ser necessário em sua vida, indo buscar alguém que precise dele e aprecie sua presença e seu esforço. Além disso, você pode fazê-lo crer que você não gosta dele, criando um sentimento de solidão muito grande. Buscar o equilíbrio é sempre a coisa certa a se fazer.

fonte:Adaptado por Jason Garcia do artigo de Gary Jackson

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

COISAS FEIAS QUE A MULHER FAZ




Aprenda como se tornar uma pessoa mais agradável
Qual mulher nunca reparou na roupa da outra? Ou então já falou demais a ponto de se tornar inconveniente? Quase todas, não é mesmo? Existem muitas que tomam atitudes erradas, seja na maneira de falar, de agir, de andar e até na hora de se vestir. Muitas recebem orientações a esse respeito, mas a maioria acha que agindo sempre da mesma forma estará agradando a todos.

Esse video acima vai ajudar a você não cometer mais os mesmos erros, de uma forma divertida e simples, Vivi Freitas e amigas discutem sobre esses comportamentos no programa "Coisas de Mulher" e dão dicas valiosas.

 fonte: http://www.pastoredisonavelinopires.com/2013/08/coisas-feias-que-mulher-faz.html

 



terça-feira, 13 de agosto de 2013

VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE FILME PORNÔ E O SEXO DO DIA A DIA



                                                                                                                                                             

Caso você ainda não tenha percebido a diferença entre pornografia e sexo na vida real, o vídeo abaixo pode ajudar – e ainda se propõe a abrir seu apetite. Publicado no YouTube ontem pelo estúdio norte-americano Kornhaber Brown, o vídeo utiliza alimentos para explicar, de forma didática, as diferenças entre profissionais do sexo e pessoas comuns. 

 Intitulado "Porn Sex vs Real Sex: The Differences Explained With Food" (em tradução livre, sexo pornô versus sexo real, as diferenças explicadas com comida), o vídeo explora, entre outros temas, o tamanho do pênis, o formato da vagina, a quantidade de pelos pubianos e alguns fetiches.

Você sabia, por exemplo, que os pênis dos atores pornô têm entre 15 cm e 22 cm, enquanto a média das pessoas comuns fica entre 12 cm e 17 cm? Assista ao vídeo (em inglês). Para ativar legendas em português, selecione o botão ‘CC’ no menu do vídeo, após iniciá-lo.

fonte: http://br.noticias.yahoo.com/voc%C3%AA-sabe-a-diferen%C3%A7a-entre-porn%C3%B4-e-o-sexo-do-dia-a-dia--183131426.html

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

O AMOR DE GAMBÁ



o amor de gambá é um tipo de amor irracional. É quando a pessoa fica cega e não percebe que o companheiro é totalmente incompatível.

Sabe aquele desenho animado do Gambá Pepe, que é apaixonado por uma gatinha preta com listrinhas como as dele?
Sempre que ele a vê, seus olhinhos ficam esbugalhados e em formato de coração. Ele não a entende, pois sempre foge dele por causa do mau cheiro, mas ainda assim ele é apaixonado…
Esse é um amor impossível, pois ela é gata e ele gambá! Nunca vai dar certo!
Existe essa incompatibilidade e, apesar de parecerem iguais, não são. E isso não se pode negar!
Da mesma forma, aconteceu com ela: bastou apenas um olhar e pronto, está apaixonada. Nem o conhece o suficiente, mas já se diz apaixonada. Está amando.
Lá está o amor de gambá. Um amor baseado nas emoções que só vai trazer decepções.
Existem diversas incompatibilidades, mas como o Gambá Pepe, ela não quer ver. Sempre pensa que com amor e depois do casamento vai conseguir superar tudo! Muito enganada você está, amiga. O casamento vai apenas agravar a sua situação.
Não são poucas as jovens que têm me escrito, arrependidas por terem vivido um amor de gambá e agora vivem uma vida fedorenta (me perdoem a expressão) no casamento!
As incompatibilidades podem ser diversas, mas vou citar apenas três:
*Ele é muito mais novo que você. Sei que esse é um assunto polêmico e que muitos são contra. Sei também que não é uma regra e há casamentos que deram certo, mas vejam bem, são exceções. A grande maioria têm problemas, então a escolha é sua… Estou apenas lhe aconselhando. 
*Você tem mais estudo que ele. Também outra polêmica. Mas no casamento isso é algo que é muito difícil, principalmente para o homem. 
*Os dois têm visões diferentes para o futuro. Um quer ter filhos e o outro não, está aí um bom exemplo. Um tem o desejo de servir no altar e o outro não, outro bom exemplo!
Se você tem um namorado e está pensando em casamento, preste bastante atenção na incompatibilidade, pois pode lhe trazer muito sofrimento no futuro. Se você ainda não está namorando, é bom saber disso para quando escolher a pessoa que vai namorar. Evite “o amor de gambá”, use a fé inteligente!
Veja bem, é melhor sofrer agora com um namoro rompido, do que sofrer no futuro com um divórcio.
fonte:http://www.cristianecardoso.com/pt/2013/03/25/amor-de-gamba/

domingo, 11 de agosto de 2013

FELIZ DIA DOS PAIS





Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo: Que fica humilde, quando poderia se exaltar; Que chora à distancia, a fim de não ser observado; Que, com o coração dilacerado, se embrutece para se impor como um juiz inflexível; Que, na ausência, usam-no como temor para evitar uma ação menos correta; Que quase sempre, é chamado de desatualizado; Que apenas fisicamente, passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor; Que, ao fim da jornada, avidamente regressa ao lar para levar muito carinho e, as vezes, pouco receber, que esta sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar uma atitude benfazeja que possa ser imitada; Que, muitas vezes passa noites mal dormidas a decifrar os segredos da vida, quando extenuado, ainda consegue energias para distribuir energias; Que é tão humano e sensível, por isso, normalmente, sente a ausência do afeto que lhe é dado raramente e de forma pouco comunicativa. Que, vibra, se emociona e se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama. Esse homem geralmente, se agiganta e passa a ser o valor inexorável quando deixa de existir para sempre. Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade àquele que é seu melhor amigo: SEU PAI.
 

MENSAGEM PARA OS PAIS QUE FOI E AINDA HOJE SÃO VERDADEIRAS MÃES.

 
Não há uma expressão exata, Para definir o que quero e preciso dizer… Mas quem sabe agora consiga expôr em palavras, O que estou tentanto em pensamentos. Posso chamá-lo perfeitamente de PAI HEROI de seus filhos, Pois muita das vezes cuida ou cuidava deles sem ajuda de ninguém durante por muito tempo. Tenho certeza que apesar de tantas dificuldade curti ou curtiu todos os momentos. Saiba PAI que deve ser ORGULHAR muito de você e é maravilhoso que seus filhos tenha alguém como você AO  LADO DELES, e poder de alguma forma fazer parte desses momentos especiais.  Você com certeza tem as melhores qualidades de um pai. Feliz Dia das Pais( do pai que foi e é mãe) Deus o ilumine para que continue sendo esta pessoa que você é...
Não podemos esquecer daquelas mulheres guerreiras que  desempenharam seu papel onde criaram seus filhos sem a presença de um homem. 
Parabéns a todos vocês por esse dia.

sábado, 10 de agosto de 2013

VISÃO DE UM FILHO(a) EM RELAÇÃO AO PAI

 Visão de um filho(a): Ann Landers

  *4 anos: meu pai pode fazer tudo.

 *5 anos: meu pai sabe muitas coisas. 

 *6 anos: meu pai é mais esperto do que o seu pai. 

 *8 anos: meu pai não sabe exatamente tudo. 

*10 anos: no tempo antigo, quando o meu pai foi criado, as coisas eram muito diferentes.

* 12 anos: ah, é claro que o papai não sabe nada sobre isso. É muito velho para se lembrar da sua infância. 

*14 anos: não ligue para o que meu pai diz. Ele é tão antiquado! 

*21 anos: ele? Meu Deus, ele está totalmente desatualizado!

*25 anos: meu pai entende um pouco disso, mas pudera! É tão velho! 

* 30 anos: talvez devêssemos pedir a opinião do papai. Afinal de contas, ele tem muita experiência. 

*35 anos: não vou fazer coisa alguma antes de falar com o papai. 

*40 anos: eu me pergunto como o papai teria lidado com isso. Ele tem tanto bom senso, e tanta experiência!

*50 anos: eu daria tudo para que o papai estivesse aqui agora e eu pudesse falar com ele sobre isso. É uma pena que eu não tivesse percebido o quanto era inteligente. Teria aprendido muito com ele.


  fonte:http://gertrudesbentacosta.blogspot.com.br/

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

FAÇA VOCÊ MESMA ( vamos surpreender a pessoa amada)

 Idéias que podem dar um charme ESPECIAL as suas datas.
 
GELO DECORATIVO ( para enfeitar o seu balde de gelo, não pode ser colocado nas bebidas )


  *ÁRVORE DECORATIVA(fácil de fazer)
 DICA PARA MAIORES DE 18, OU AQUELES QUEM OS PAIS PERMITEM BEBER.

Essa dica pode ser feita tanto por eles, quanto por elas, que tal depois do jantar, ou durante o jantar mesmo, comemorar o dia especial com alguma champanhe, cidra, vinho, ou qualquer bebida ao seu gosto, que tal enfeitar de uma forma diferente a garrafa?  Éh uma dica prática e fica bem legal. 
 

domingo, 4 de agosto de 2013

10 MANDAMENTOS DE UM CASAL


1. Nunca irritar-se ao mesmo tempo



A todo custo evitar a explosão. Quanto mais a situação é complicada, mais a calma é necessária. Então, será preciso que um dos dois acione o mecanismo que assegure a calma de ambos diante da situação conflitante. É preciso convencermo-nos de que na explosão nada será feito de bom. Todos sabemos bem quais são os frutos de uma explosão: apenas destroços, morte e tristeza. Portanto, jamais permitir que a explosão chegue a acontecer. D. Helder Câmara tem um belo pensamento que diz: "Há criaturas que são como a cana, mesmo postas na moenda, esmagadas de todo, reduzidas a bagaço, só sabem dar doçura...".

2. Nunca gritar um com o outro



A não ser que a casa esteja pegando fogo.
Quem tem bons argumentos não precisa gritar. Quanto mais alguém grita, menos é ouvido. Alguém me disse certa vez que se gritar resolvesse alguma coisa, porco nenhum morreria... Gritar é próprio daquele que é fraco moralmente, e precisa impor pelos gritos aquilo que não consegue pelos argumentos e pela razão.

3. Se alguém deve ganhar na discussão, deixar que seja o outro



Perder uma discussão pode ser um ato de inteligência e de amor. Dialogar jamais será discutir, pela simples razão de que a discussão pressupõe um vencedor e um derrotado, e no diálogo não. Portanto, se por descuido nosso, o diálogo se transformar em discussão, permita que o outro "vença", para que mais rapidamente ela termine. Discussão no casamento é sinônimo de "guerra", de luta inglória. "A vitória na guerra deveria ser comemorada com um funeral"; dizia Lao Tsé. Que vantagem há em se ganhar uma disputa contra aquele que é a nossa própria carne? É preciso que o casal tenha a determinação de não provocar brigas; não podemos nos esquecer que basta uma pequena nuvem para esconder o sol. Às vezes uma pequena discussão esconde por muitos dias o sol da alegria no lar.

4. Se for inevitável chamar a atenção, fazê-lo com amor



A outra parte tem que entender que a crítica tem o objetivo de somar e não de dividir. Só tem sentido a crítica que for construtiva; e essa é amorosa, sem acusações e condenações. Antes de apontarmos um defeito, é sempre aconselhável apresentar duas qualidades do outro. Isso funciona como um anestésico para que se possa fazer o curativo sem dor. E reze pelo outro antes de abordá-lo em um problema difícil. Peça ao Senhor e a Nossa Senhora que preparem o coração dele para receber bem o que você precisa dizer-lhe. Deus é o primeiro interessado na harmonia do casal.


5. Nunca jogar no rosto do outro os erros do passado



A pessoa é sempre maior que seus erros, e ninguém gosta de ser caracterizado por seus defeitos. Toda vez que acusamos a pessoa por seus erros passados, estamos trazendo-os de volta e dificultando que ela se livre deles. Certamente não é isto que queremos para a pessoa amada. É preciso todo o cuidado para que isto não ocorra nos momentos de discussão. Nestas horas o melhor é manter a boca fechada. Aquele que estiver mais calmo, que for mais controlado, deve ficar quieto e deixar o outro falar até que se acalme. Não revidar em palavras, senão a discussão aumenta, e tudo de mau pode acontecer, em termos de ressentimentos, mágoas e dolorosas feridas. Nos tempos horríveis da "guerra fria", quando pairava sobre o mundo todo o perigo de uma guerra nuclear, como uma espada de Dâmocles sobre as nossas cabeças, o Papa Paulo VI avisou o mundo: "a paz impõe-se somente com a paz, pela clemência, pela misericórdia, pela caridade". Ora, se isto é válido para o mundo encontrar a paz, muito mais é válido para todos os casais viverem bem. Portanto, como ensina Thomás de Kemphis, na Imitação de Cristo, "primeiro conserva-te em paz, depois poderás pacificar os outros". E Paulo VI, ardoroso defensor da paz, dizia: "se a guerra é o outro nome da morte, a vida é o outro nome da paz". Portanto, para haver vida no casamento, é preciso haver a paz; e ela tem um preço: a nossa maturidade.


6. A displicência com qualquer pessoa é tolerável, menos com o cônjuge



Na vida a dois tudo pode e deve ser importante, pois a felicidade nasce das pequenas coisas. A falta de atenção para com o cônjuge é triste na vida do casal e demonstra desprezo para com o outro. Seja atento ao que ele diz, aos seus problemas e aspirações.

7. Nunca ir dormir sem ter chegado a um acordo



"Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento" (Ef 4,26b)
Se isso não acontecer, no dia seguinte o problema poderá ser bem maior. Não se pode deixar acumular problema sobre problema, sem solução. Já pensou se você usasse a mesma leiteira que já usou no dia anterior, para ferver o leite, sem antes lavá-la? O leite certamente azedaria. O mesmo acontece quando acordamos sem resolver os conflitos de ontem. Os problemas da vida conjugal são normais e exigem de nós atenção e coragem para enfrentá-los, até que sejam solucionados, com o nosso trabalho e com a graça de Deus. A atitude da avestruz, da fuga, é a pior que existe. Com paz e perseverança busquemos a solução.


8. Pelo menos uma vez ao dia, dizer ao outro uma palavra carinhosa



Muitos têm reservas enormes de ternura, mas esquecem de expressá-las em voz alta. Não basta amar o outro, é preciso dizer isto também com palavras. Especialmente para as mulheres, isto tem um efeito quase mágico. É um tônico que muda completamente o seu estado de ânimo, humor e bem estar. Muitos homens têm dificuldade neste ponto; alguns por problemas de educação, mas a maioria porque ainda não se deu conta da sua importância. Como são importantes essas expressões de carinho que fazem o outro crescer: "eu te amo", "você é muito importante para mim", "sem você eu não teria conseguido vencer este problema", "a tua presença é importante para mim"; "tuas palavras me ajudam a viver"... Diga isto ao outro com sinceridade toda vez que experimentar o auxílio edificante dele.


9. Cometendo um erro, saber admití-lo e pedir desculpas



Admitir um erro não é humilhação. A pessoa que admite o seu erro demonstra ser honesta consigo mesma e com o outro. Quando erramos não temos duas alternativas honestas, apenas uma: reconhecer o erro, pedir perdão e procurar remediar o que fizemos de errado, com o propósito de não repeti-lo. Isto é ser humilde. Agindo assim, mesmo os nossos erros e quedas serão alavancas para o nosso amadurecimento e crescimento. Quando temos a coragem de pedir perdão, vencendo o nosso orgulho, eliminamos quase de vez o motivo do conflito no relacionamento, e a paz retorna aos corações. É nobre pedir perdão!

10. Quando um não quer, dois não brigam



É a sabedoria popular que ensina isto. Será preciso então que alguém tome a iniciativa de quebrar o ciclo pernicioso que leva à briga. Tomar esta iniciativa será sempre um gesto de grandeza, maturidade e amor. E a melhor maneira será "não pôr lenha na fogueira", isto é, não alimentar a discussão. Muitas vezes é pelo silêncio de um que a calma retorna ao coração do outro. Outras vezes será por um abraço carinhoso, ou por uma palavra amiga.
 
 

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

OS 6 VILÕES DO CASAMENTO





Rotina, filhos, pais e até a net são desafios da vida a dois. E como evitar desgastes e distanciamento
A vida do casal depois da lua-de-mel não é feita só de romance. A rotina revela vilões que muitas vezes colocam o encanto e o amor em perigo. Os jantares em restaurantes descolados dão lugar ao lanche rápido no balcão da cozinha, e o tempo compartilhado ao final do dia, quem diria, agora é usado para jogar videogame, ver futebol ou ficar na net.
Sim, as mudanças são naturais ao longo do tempo, porém é preciso atentar para os exageros em busca de relações mais harmoniosas e satisfatórias para os dois lados. Feras em terapia de casal e autoras de livros sobre o assunto, Lidia Aratangy e Magdalena Ramos apontam caminhos para lidar com os seis potenciais vilões do casamento e do sexo.


1.Tarefas domésticas

Dividir o mesmo teto significa dividir também a pilha de louça para lavar. E as brigas envolvendo trabalhos domésticos são comuns. Se a trabalhosa compra do mês e os copos fora do lugar andam disparando discussões, "então está na hora de distribuir as tarefas de maneira justa", avalia a mediadora de conflitos Magdalena Ramos. A recomendação é que cada um escolha as responsabilidades de acordo com suas habilidades e preferências, mesmo que tenham feito tudo diferente por vários anos. “As mulheres tendem a pegar mais coisas para fazer, porém com o tempo começam a se ressentir e reclamar”, alerta. Segundo a terapeuta Lidia Aratangy, não deve existir o conceito de “ajudar em casa”, já que a responsabilidade é igual para os dois. A hora da faxina – ou mesmo a orientação de uma faxineira – deve servir como um exercício de companheirismo, e não virar um cabo de guerra.
 

É preciso companheirismo na hora da faxina e organização

2. As crianças

É consenso entre os especialistas que os filhos reduzem o tempo a sós do casal e a rotina sexual – reduzem, não eliminam. Os primeiros anos são os mais difíceis. “É uma temporada sem ‘eu e você’. Paciência, isso volta“, diz Magdalena. Separar um momento diário para conversar e brincar com as crianças é uma tentativa para que elas interrompam menos os pais durante outras atividades. “Quando eles sabem que terão um espaço para serem ouvidos, não ficam insistindo e atrapalhando”, diz Aratangy. De acordo com Magdalena, é normal que os pais discordem com o estilo do outro de educar. O caminho para evitar conflitos é realmente conversar e tentar um equilíbrio construtivo.




Amantes ou pais? Depois dos filhos é normal essa divisão ficar complicada.


3. Televisão, computador e videogame

Como é bom chegar em casa e simplesmente relaxar. Televisão, jogos eletrônicos e novelas não são inimigos do casamento, desde que não isolem um dos pares. “Muita gente mora sob o mesmo teto, mas não compartilha nada. Em função disso, não constroem uma relação”, aponta Magdalena. Com o tempo, a distância entre os dois cresce e o tédio aumenta. Contudo, abrir totalmente mão de fazer o que gosta também não é o caminho. “É uma equação complicada conciliar o território das coisas partilhadas com os interesses individuais, que precisam ser mantidos”, avalia Lidia. “Um bom antídoto é perguntar como foi o dia do outro, escutar, esse já é um grande passo”, diz. Outra boa ideia é incluir o(a) parceiro(a) no programa – que tal jogar em equipe?  

É um desafio conciliar o tempo livre entre a convivência e a diversão .

4. Descuido como corpo 



Compartilhar um pote de sorvete durante o filme, preparar aquela receita calórica ou bebericar todos os dias num happy hour caseiro; quem não gosta? Pesquisas revelam que o casamento faz bem para a saúde, mas engorda. Além disso, a natural sensação de segurança pode gerar certo relaxamento, que até pode ser bom, desde que não vire desleixo. “Não precisa estar de salto alto, mas também não precisa estar com a camiseta furada”, diz Aratangy. O descuido, ela conta, demonstra falta de interesse: homens e mulheres deixam de se cuidar porque acham que não são mais notados ou avaliados da mesma maneira pelo(a) parceiro(a). Assim, elogios podem estimular a autoestima e o desejo de caprichar mais no visual. O primeiro passo, no entanto, é cuidar da própria imagem.




Casamento não é desculpa para descuidar da balança ou da depilação


5. Intimidade demais
 

Atenção para não confundir intimidade com falta de boas maneiras. Como os dois passam muito tempo juntos, é natural que não tenham vergonha um do outro. Isso é bom, mas com limites. “Fechar a porta para fazer xixi é sinal de respeito e dignidade, e isso tem que ser mantido”, exemplifica Lidia. Ela diz que a acomodação leva os casais a compartilharem demais: acham que se conhecem tanto que não há mais surpresas. A partir daí não demora muito para alguém espremer uma espinha ou até soltar gases na frente do outro. E assim aquele mistério, que tempera a relação, fica ameaçado.

 Banheiro de porta fechada "é sinal de respeito e dignidade"


6. Rotina e cansaço


É natural que o cansaço do dia a dia desestimule a interação entre os pares. Porém, desfrutar dos momentos juntos é fundamental para manter a saúde da união. Jantar separados ou na frente da televisão desperdiça um horário de troca precioso. Claro, a vida não é uma festa, todo mundo pode ter um dia ruim no trabalho ou estresse no trânsito. Assim, saber como administrar isso e, principalmente, não descontar o nervosismo no outro, é prática dos casais felizes. As brigas não devem se tornar constantes e permanentes, esperando que o dia a dia fique mais fácil ou com menos cobranças. “O casal maduro tem uma lógica equilibrada e adequada. Às vezes precisamos dispensar algumas discussões e viver mais a relação”, avalia Lidia. 
fonte:http://delas.ig.com.br/amoresexo/os-seis-viloes-do-casamento/n1597190837978.html

PS. Discordo de algumas coisas 

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

ONTEM FOI DIA DO ORGASMO. SÓ QUE TODO É DIA DO ORGAMSO !!!




Nesta quarta-feira (31), foi comemorado o Dia Mundial do Orgasmo. A data foi criada informalmente em 1999 por diversas redes de sex shops britânicas para aquecer as vendas dos produtos eróticos. A iniciativa também incentivou debates sobre prazer sexual feminino.

Terra reuniu diversas dicas e entrevistas para ajudar homens e mulheres a chegar "lá", seja acompanhados ou não. Escolha a maneira que mais combina com você entre as diversas opções abaixo.


Kama Sutra - Posições para apimentar o sexo

Clique nos links 


Veja posições em pé, sentado e deitados do Kama Sutra para momentos de crise. 

Guia do Sexo Oral: Dúvidas, dicas, posições, como fazer e como se proteger - Terra Guia do Sexo Oral: Dúvidas, dicas, posições, como fazer e como se proteger - Terra


Saiba tudo sobre Sexo Oral nesse guia completo: o que é sexo oral, dúvidas, posições, brincadeiras, dicas, brinquedos, depoimentos, cuidados e como se proteger.

 Veja posições do Kama Sutra em diferentes ângulos Veja posições do Kama Sutra em diferentes ângulos


Conheça diferentes posições sexuais e veja as vantagens de desvantagens de cada uma antes de colocar em prática.

Masturbação feminina: 25 passos para ter prazer sozinha Masturbação: confira 25 passos para ter prazer sozinha


Afaste os pudores e aprenda a se satisfazer sozinha, seja você solteira ou comprometida. Para isso, siga os 25 passos a seguir, listados na obra da terapeuta.

 Strip-tease, aprenda a fazer um  completo Strip-tease: aprenda a fazer um completo

Todo homem tem o desejo de ver sua mulher fazendo um strip-tease. É o que diz a personal sexy trainer e terapeuta tântrica Lu Riva, que ministra cursos de strip-tease para mulheres que querem colocar em prática esse desejo do parceiro. Aprenda a seguir como fazer um strip-tease sensual sem cair no ridículo

 

Etiqueta Sexual É correto fingir orgasmo? Tire 35 dúvidas do que pode ou não entre 4 paredes

fonte: Mulher.terra 

PARA DESCONTRAIR!!!!